Blog

Cortinas: Saiba escolher o tecido ideal!

Procurando cortinas? Então essa dica é especial para você!

Ao renovar a sua casa é necessário atenção! Na hora de definir o tecido das cortinas, do sofá, das almofadas, dos jogos de cama ou de qualquer peça que você quer reformar!

Por isso, em parceria com a Bella Janela, vamos te mostrar as melhores opções de tecidos e suas finalidades para que a escolha seja ideal!

  • VOIL LISO: O Voil é um tecido que se destaca pelo caimento.  Com um toque suave, é um dos mais utilizados para cortinas. Pode ter várias cores lisas e estampas, além de ser transparente. O ideal para quem quer privacidade é utilizá-lo com um forro ou corta-luz (blackout).
  • VOIL AMASSADO: É um tecido leve, utilizado comumente em cortinas.
  • RENDA:  É um tecido encorpado com textura delicada, trabalhados à mão ou à máquina. Com linhas entrelaçadas formam belos desenhos e apresentam um estilo mais romântico.
  • CORTA-LUZ TECIDO: Também é um tecido encorpado e com textura mais grossa. Normalmente em poliéster, tem a função de bloquear a passagem da luz que incide diretamente nas janelas e proporcionar mais conforto e privacidade ao ambiente. Este tecido é ideal para quartos e salas de TV. Alguns destes tecidos são tão elaborados que não exigem o voil para dar acabamento na cortina.
  • CORTA-LUZ PVC: Tecido corta-luz tradicional o mais conhecido como “forro de plástico”. Hoje é encontrando em diversas cores.
  • ALGODÃO: Por ser uma fibra natural é o mais indicado para os acessórios de berço, pelo fato de não causar alergias ao bebê. Indicado para confecção de mala de maternidade, bandô, edredom, capa de edredom, protetores, lençóis e almofadas do berço.
  • ANARRUGA:  É o tecido com efeito enrugado ou plissado. Indicado para a produção do enxoval inteiro e fica lindo compondo patchworks.
  • BRIM: Normalmente usado para revestimentos de poltronas, bandô, edredom, capa do edredom. É um tecido grosso em sarja de algodão.

TECIDOS-POST

  • JACQUARD: É um tecido produzido em tear formando desenhos e com relevo, tem como resultado um tecido grosso de padronagem muito complexa e de textura expressiva.
  • CAMBRAIA: Tecido com um aspecto delicado e elegante. Fino, leve e transparente. Normalmente de algodão ou linho. Costuma aparecer bordado em viras de mantas e também de lençóis.
  • CETIM: Tecido brilhante e liso, com toque macio, aparece em cortinas, jogos de cama e em detalhes, como: laços, viés e aplicações.
  • CHENILLE: Tecido comum em sofás, poltronas e almofadas.
  • LINHO: Tecido muito utilizado na decoração por sua resistência e durabilidade, é formado através de fibra extraída da planta linácea. Por ser uma fibra natural o tecido linho quando de qualidade amassa facilmente.
  • GORGURÃO: Tecido encorpado, de viscose, algodão, seda e outros fios mistos. Apresenta um efeito canelado. Pode ser utilizado tanto em peças maiores como bandôs, cúpulas de abajur e almofadas, quanto em acabamentos, laços, viés e debruns.
  • PIQUÊ: É o mais utilizado nos quartos de bebês, sua aparência lembra pequenos losangos. Pode ser aplicado no bandô, cortinas, edredom e capa de edredom.

 

logos